Related Posts with Thumbnails

10 de agosto de 2009

Andaluzia 1: Parque Natural de Cabo de Gata


O Parque Natural de Cabo de Gata, localizado a aproximadamente 40 quilômetros a nordeste de Almeria, dentro dos seus 290 Km quadrados, exibe penhascos de rochas vulcânicas, praias de azul profundo, salinas e vilas de pescadores. Nossa aventura começou no hotel bem próximo de Água Amarga, o Cortijo los Malenos. A paisagem começa chamar a atenção: o verde é escasso, a vista é monocromática e a secura do ar é, no mínimo, incômoda. Mas é lindo!




No hotel, um folder já avisava: você está em área de preservação e, por isso, não mate as típicas baratinhas que verá pelos quartos e corredores, já que são inofensivas e essenciais ao ecossistema local, e evite mexer nas pedras dos jardins, pois escorpiões podem aparecer.
Apesar do aviso, a hospedagem foi perfeita: o quarto muito aconchegante, a vista magnífica, o café da manhã delicioso. Deu dó ficar só uma noite! A simpática dona do hotel insistiu para ficarmos mais um dia, para entrar no clima do lugar, curtir o silêncio, a piscina, a paz.
Não ficamos .... com dor no coração, seguimos em direção a Las Negras, carregando na mala o presente que recebemos no hotel, o melhor azeite que já provei.


Las Negras é um pueblo pequenininho, com uma praia linda, cheia de barcos de pescadores na areia.



A estrada de lá até Isleta del Moró é imperdível, especialmente pela vista do Mirador de laAmatista. Tem que parar!




Em Isleta, há um bar famoso, para umas tapas e um chope geladinho, com vista para o mar, magnífico mar mediterrâneo!



Próximas paradas: Playa del Arco, Los Escullos, Monsul e Genoveses. Cada uma do seu jeito, mas em todas o vento deixa suas marcas. As paisagens são dramáticas, a natureza é exagerada: vento, muito vento, areia vulcânica muito preta, águas frias, congelantes, de um azul inigualável!









Para fechar o dia, seguimos até San Miguel de Cabo de Gata e, após percorrer a estrada que acompanha a extensa praia de San Miguel, subimos a sinuosa serra até o Farol do Cabo de Gata, que dá frio na barriga, mas vale a viagem: a vista é literalmente de tirar o fôlego!!!
E como ninguém é de ferro, uma cervejinha na praia, admirando os pescadores, é a despedida merecida!









2 comentários:

  1. Ficou ótima! Adorei!

    ResponderExcluir
  2. Cheguei ao teu blog por "formentera". E agora vou pôr nos meus favoritos. Ñão podia deixar de comentar este teu post, porque numa das fotos tens um bar com reclame à "SUPERBOCK", que é a melhor (para mim) cerveja de Portugal. É como se diz por aqui uma "Lança em África" isto quer dizer, uma empresa portuguesa a triunfar no estrangeiro, neste caso Espanha. Um grande abraço de mais um entusiasta de cinema e de viagens.
    Fernando Rebelo
    Maia, Portugal

    ResponderExcluir